quinta-feira, 13 de setembro de 2018

A Visita Real de 1882 à Figueira da Foz na inauguração da linha de caminho de ferro da Beira Alta

A Divisão de Cultura do Município da Figueira da Foz promove, dia  28  de setembro, no âmbito do Ano Europeu do Património Cultural e das Jornadas Europeias do Património o "II Encontros de Cultura e Património"  dedicado à Visita Real de 1882 por ocasião da inauguração da linha de caminho de ferro da Beira Alta. 
Enquadrado no contexto político, social e gastronómico do final do século XIX, a iniciativa conta com a participação de académicos, investigadores e especialistas deste período,  que lançam e propiciam uma visão multi e interdisciplinar sobre os aspetos marcantes deste acontecimento em Portugal, em particular no território figueirense.  
As suas análises permitem uma melhor compreensão dos efeitos resultantes, em termos socioculturais e políticos, da abertura da Linha da Beira Alta e da participação da família real na sua inauguração, partindo de uma revisitação das áreas temáticas estruturantes. 
Já estão abertas as inscrições. O acesso ao evento é gratuito mediante inscrição obrigatória visando atrair a participação de investigadores, estudantes, professores e a comunidade.  
A iniciativa encerra com um jantar evocativo com base no menu apresentado à família real a 3 de agosto de 1882,  comissariado pelo chef Hélio Loureiro e confecionado pela Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, e que será  pautado por momentos de recriação dramática pelo grupo "As Personagens" e musical, por Daniel Canas e Guilherme Gaspar e musicais.  O jantar,é aberto ao público, contudo sujeio a inscrição e ao pagamento de 20€/px. 

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Universidade Sénior da Figueira da Foz abriu inscrições para ano letivo

Estão abertas as inscrições para o 1º semestre do ano letivo 2018/2019 da Universidade Sénior da Figueira da Foz. Tal como em anos anteriores, a oferta disciplinar envolve diversas áreas temáticas desde as Humanidades até às Tecnológicas, num total de vinte e nove disciplinas. O corpo docente constituído na sua maioria por professores em regime de voluntariado conta, nas disciplinas de História e de Património, com a colaboração de docentes doutorados da Universidade de Coimbra. 
As aulas curriculares iniciam-se no dia 2 de outubro com a aula inaugural no dia 1 de outubro, pelas 15h00, no auditório de O Sítio das Artes. 
As inscrições podem ser efetuadas  no horário normal de atividade do secretariado: 10h00-12h00 e 14h00-16h00, nas instalações sediadas em O Sítio das Artes.  
Todas as informações, nomeadamente horários e regime de participação, podem ainda ser solicitadas através dos telefones 233428139, 963608419 e 965739088 ou através do email da US.

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Associação das Coletividades do Concelho da Figueira da Foz promove encontros para valorização do movimento associativo concelhio

A Associação das Coletividades do Concelho da Figueira da Foz (ACCFF) encontra-se a promover encontros regulares com as coletividades do concelho, onde, para além de apresentar informações de caráter genérico sobre as suas atividades, se irão abordar temas de interesse prático para a ação diária dos dirigentes associativos. 
O primeiro encontro já se realizou no passado dia 5 de setembro na sede da Escola de Samba A Rainha, o qual serviu para apresentar o protocolo de colaboração assinado entre a ACCFF e a Escola Profissional da Figueira da Foz, no âmbito do Centro Qualifica, e que visa a qualificação dos sócios das coletividades, através de processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências. Ainda durante o encontro, Nuno Marques, consultor em marketing e comunicação, falou sobre “A importância da comunicação no sucesso de uma organização”, área identificada como crítica no quadro do movimento associativo e que requer uma maior atenção por parte dos dirigentes associativos. Aprender a comunicar para dentro e para fora, nos canais tradicionais e online, reconhecendo e compreendendo as exigências dos públicos-alvo foi o principal objetivo da apresentação. A aplicação do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) à prática associativa foi outro dos temas em análise. 
O desafio de se ser dirigente associativo é cada vez maior. Estar consciente das responsabilidades e atento às ferramentas de ação disponíveis é fulcral para que as coletividades, no quadro da sua atividade recreativa, cultural e desportiva, se possam afirmar e desenvolver no seio das comunidades contemporâneas, pelo que a ACCFF apela à participação dos dirigentes associativos. 
(O presidente da direção da Associação, António Rafael) 
Nova Sede: Praceta dr. Marcos Viana, nº 5, r/c, esq. (Avenida Marginal, junto ao Johnny Ringo)

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Malta do Viso elegeu Órgãos Sociais no seu habitual convívio anual e a próxima Comissão Organizadora!

A Associação Recreativa Malta do Viso foi fundada a 15 de agosto de 1973 e, de geração em geração, já vai em 45 anos a honrar o seu lema: Amizade, Fraternidade e Solidariedade. 
Assim reúnem todos os anos nesta data em convívio e é curioso verificar que os elementos fundadores, que anos depois já vinham com os filhos, vão comparecendo agora com os netos! 
Este ano, no seu 46º Convívio - e para além do habitual repasto, do convívio, da animação e dos jogos tradicionais dos tempos de escola como a malha, fisgas, dos bilhetes, do burro, trotinetes a rolamentos, entre outros - realizou-se também a eleição dos novos Órgãos Sociais  da Associação Recreativa Malta do Viso com mandato para o quinquénio 2018/2023, bem como a Comissão Organizadora do 47º Convívio Malta do Viso para 2019. 
Para os Orgãos Sociais votaram 82,28% dos sócios presentes, que elegeram os membros com uns expressivos 95,38% dos votos expressos:
Mesa da Assembleia Geral: Presidente - Ricardo Manuel Mendes Rodrigues de Carvalho; Vice-Presidente - João Alfredo Figueiredo Mendes; Secretária - Maria Cláudia Correia Baptista Pinto.
Direção: Presidente - Carlos Manuel Ferreira Batista; Vice-Presidentes - António Alberto Rodrigues da Costa, José Manuel de Carvalho Leonardo, Manuel Martins Pereira dos Santos e Vítor Manuel Duarte Ramalho. 
Conselho Fiscal: Presidente - Aprígio Henriques Barraca; Vice-Presidentes - Margarida Maria Marques Otão e Pedro Filipe Mónica Falcão Pais. 
Comissão Organizadora do 47º Convívio da Malta do Viso para 2019: Aprígio Henriques Barraca, Armando Carlos Henriques Barraca, Joaquim Afonso Sousa Militão, Maria de Fátima Valadas de J. Fernandes, Manuel Joaquim Nunes Rodrigues, Mário Henriques Barraca e Sónia Catarina Baptista Gaspar.
Foto dos Órgãos Sociais eleitos

domingo, 2 de setembro de 2018

Associação Juvenil da Figueira da Foz promove no Paço de Tavarede a formação 'A tua associação'

A Associação Juvenil da Figueira da Foz (AJFF) promove amanhã e 4ª feira - dias 3 e 5 de setembro - no Paço de Tavarede, no âmbito do Programa Formar + Medida 3 do IPDJ, ao qual a AJFF se candidatou, uma formação denominada "A tua associação". 
As temáticas abordadas serão o empreendedorismo, a comunicação, liderança e projetos associativos, entre outros. Esta iniciativa tem como parceiros o Instituto Português do Desporto e da Juventude, a Associação Comercial e Industrial e a Câmara Municipal da Figueira da Foz, a Junta de Freguesia de Tavarede e a Pastelaria Mimosa. 
Esta atividade vai no sentido dos valores da AJFF, a valorização e capacitação da juventude figueirense.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Banda de Santana assinala 124º aniversário com várias iniciativas em setembro

No próximo domingo dia 2 de setembro terão inicio as comemorações do 124º aniversário da Sociedade Musical Santanense, as quais decorrerão todo o mês com várias atividades culturais e lúdicas. 
Nesse dia logo pela amanhã, e como manda a tradição, haverá o hastear das bandeiras ao som do hino da coletividade. Assim, os mastros da sede engalanados darão um colorido festivo para celebrar a passagem de mais um aniversário e cujo esvoaçar transmitirá a sensação de movimento, dinamismo, de festa e quiçá da história da centenária Banda de Santana. 
Seguidamente o rumo será a capela onde, pelas 11h30, será celebrada a Santa Missa pelo padre Gaspar coadjuvado pelo diácono lusitano, e depois para o cemitério local onde será prestada homenagem a todos aqueles que deram o melhor de si em prol da Santanense, seguindo-se a deposição de uma coroa de flores junto da Estátua do Músico, terminando depois esta etapa religiosa junto da sede da Banda. 
Depois do almoço participado pelos sócios e amigos da coletividade, terá lugar pelas 15h00 a sessão solene com alguns discursos de ocasião, e pelas 16h00 o concerto efetuado pela sua banda de música no qual habitualmente decorre uma série de 'promoções' aos músicos, efetuadas segundo o regulamento interno. 
Refira-se que no dia 16 de setembro decorrerá o esperado 30º Encontro de Bandas no qual, além da banda aniversariante, se juntará a Lira Barçoucense e a de Castrelo-Cambados de Espanha, que nos deliciarão com os seus belos acordes e melodias que este ano ultrapassam a esfera nacional. 
Este será mais um aniversário onde a religiosidade, a cultura, a música e o divertimento fazem parte da 'ementa' mensal, a qual será vivida intensamente por todos os presentes, desde os músicos, aos diretores, familiares, sócios, amigos, anónimos e simpatizantes, não faltando sequer os belos 'aconchegos' para o estômago, para o espírito e para a coesão musical. 
Desde o imprescindível apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Junta de Freguesia de Ferreira-a-Nova e outras empresas e anónimos que contribuem para estas comemorações e outras iniciativas, ficam desde já os agradecimentos, com a certeza de que esta coletividade com 124 anos
continuará a honrar os seus pergaminhos e a espalhar a arte sónica pelo nosso país e estrangeiro.
(Texto enviado pelo maestro da Banda de Santa Francisco M. Relva Pereira)

domingo, 26 de agosto de 2018

Gliding Barnacles 2018 vai decorrer entre a garagem Auto Peninsular e a Praia do Cabedelo

*Decorre da próxima 3ª feira dia 28 de agosto a domingo dia 2 de setembro* 
Neste que é o quinto ano consecutivo o Gliding Barnacles, evento de celebração do mar, continua a ser organizado pelo espírito colaborativo de dezenas de pessoas e que ano após ano promove a Figueira da Foz como destino privilegiado para a prática da modalidade a nível mundial, e quer continuar a crescer e a consolidar-se, mantendo a sua identidade e o compromisso com os valores ecológicos e comunitários que o projetaram como uma referência no calendário de surf internacional. 
Para marcar estes cinco anos, um conjunto internacional de surfistas, fotógrafos, músicos e criativos de várias disciplinas vão desenvolver um trabalho de colaboração durante a semana de 28 de agosto a 2 de setembro o qual, segundo a organização, será incluído num documentário e livro a editar durante a 6ª edição em 2019. 
O Gliding Barnacles 2018 é uma organização da Associação de Desenvolvimento Mais Surf e da Câmara Municipal da Figueira da Foz, com o apoio do Turismo Centro de Portugal e das juntas de freguesia de São Pedro e de Buarcos e São Julião.  =Fonte: Surf Total - Notícia completa e todo o programa AQUI=

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

O espetáculo Rede Artéria para a Figueira da Foz 'Saal' esgotou as três sessões

'Saal', uma criação da Filipa Francisca que alia dança e teatro, histórias de vida e património coletivo passado, presente e futuro, estreou na passada sexta-feira dia 17 de agosto na sede do Sport Clube de Lavos com sessão esgotada, tal como nos dois dias seguintes. 
Cerca de 250 pessoas assistiram a este espetáculo que juntou artistas profissionais e amadores: Ana Ribeiro; António Vaz; Elias Fernandes; Gilda Saraiva; Lurdes Cavaleiro;  Manuel Loureiro; Maria José; Ricardo A. Freitas; Susana Domingos Gaspar e Vítor Costa, que conduziram o público numa viagem poética a um mundo desconhecido. 
Depois da estreia, e como acontece com todos os espetáculos criados na ARTÉRIA, «saal» será apresentado em setembro em itinerância em Belmonte, Ourém e Fundão. 
A Rede ARTÉRIA é um projeto de intervenção sócio-cultural, com coordenação artística do Teatrão e académica do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra que combina produção de conhecimento científico, participação da comunidade e criação artística. 
Durante dois anos o Artéria, cofinanciado pelo Centro 2020 - Programa Operacional Regional do Centro. vai criar e fazer circular espetáculos em oito concelhos da Região Centro – Belmonte, Coimbra, Figueira da Foz, Fundão, Guarda, Ourém, Tábua e Viseu. A Rede junta artistas convidados a trabalhar nos contextos de cada um desses locais com os municípios, instituições académicas, agentes e estruturas sociais / culturais. A entrada em todos estes espetáculos é livre.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

A Findagrim - Feira Comercial, Industrial, e Agrícola de Maiorca - recebeu cerca de 25 mil visitantes!

A FINDAGRIM 2018 realizou-se de 8 a 12 de agosto na Feira Nova de Maiorca, e pela qual passaram milhares de pessoas ao longo de 5 dias de música, tradição, gastronomia, cultura e muita animação. 
Este é um evento que tem como finalidade divulgar as potencialidades económicas e culturais da freguesia e região. 
Estiveram presentes várias empresas da região a mostrarem as suas atividades e as suas potencialidades, a par de uma mostra de artesanato, não só da vila de Maiorca , mas de todo o Baixo Mondego. 
O cartaz de espetáculos foi constituído por um leque de artistas consagrados a nível nacional (Ana Malhoa, Quim Barreiros, Toy, Amor Electro e os Red), que foram antecedidos pelas atividades que se desenrolaram no palco cultural, que foram constituídas por Folclore, Dança Moderna, Filarmónicas, Fado e Música Popular a cargo das associações da Freguesia de Maiorca e de outras do concelho da Figueira da Foz (Alqueidão, Paião e Vila Verde). 
Na tenda Eletrónica as noites terminaram com a prestação de DJS. 
A SIC realizou uma reportagem no dia da abertura para a rúbrica 'Olhá Festa'. 
A tradição respeitou variadas tradições populares e gastronómicas: desfile de aventais e de potes tradicionais, prova do arroz doce de Maiorca para o público presente, tasquinhas e bares a cargo das coletividades de Maiorca e Vila Verde a serviram a gastronomia local como caldeirada de enguias, arroz de cabidela, enguias fritas, arroz doce, bolo moca, papas de moado e o bolo anjo, saindo das quermesses rifas que poderiam ser peças de louça, doçaria, animais (gatos, galos, pombas, galinhas, galos e coelhos) e hortaliças, entre outros produtos, o sempre esperado desfile de Carroças Tradicionais (17ª edição). 
A FINDAGRIM é a única feira de Atividades Económicas que se realiza no concelho da Figueira da Foz e um dos maiores eventos da região Centro, tendo sido visitada por 25 mil pessoas. 
=Clicar nas fotos para melhor as visualizar=

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Núcleo Museológico do Sal nos Armazéns de Lavos já recebeu mais de um milhar de visitantes no âmbito do seu XI aniversário!

Fins de semana de 'Sal (a) gosto' levam um milhar de visitantes ao Núcleo Museológico do Sal no âmbito do seu 11º aniversário, que em três fins de semana de agosto apresenta um conjunto alargado e diversificado de iniciativas culturais ligadas ao salgado da Figueira da Foz. 
Assim, no primeiro de dois fins de semana de comemorações do XI aniversário do Núcleo foram várias as sensações, emoções e experiências que o espaço museológico e a Salina Municipal do Corredor da Cobra proporcionaram às cerca de mil pessoas que por lá passaram. 
A “festa” teve início na sexta-feira, 10 de agosto, pelas 21h30, com a apresentação, pelo Teatro do Vestido, de “Pontes de Sal ou as Mãos Gretadas”, um trabalho de campo realizado pela companhia de teatro em apenas nove dias, e que servirá de base a uma criação a ser apresentada em 2019 naquele espaço cultural. 
As comemorações continuaram no sábado de 11 de agosto com o início da iniciativa «Sal (a)gosto»,  que se prolongou no domingo. O evento reuniu  no Núcleo do Sal  produtores locais de sal artesanal e de produtos derivados, como cosméticos e produtos alimentares, artesãos ligados ao salgado, técnicos do MAREFOZ - que dinamizaram atividades lúdico científicas, pedagógicas relacionadas com o sal, muito procuradas por miúdos e graúdos - e  artistas plásticos associados da Magenta - Artistas pela Arte, que participaram,  na "Art Batle".   
A escolha do vencedor da primeira Batalha de Arte da Magenta coube ao público e recaiu nas salineiras de Maria Raquel Almeida. O prémio foi entregue pelo presidente da autarquia figueirense João Ataíde, que aproveitou o ensejo para agradecer a todas as entidades e associações culturais que colaboram com o município na promoção de iniciativas como o «Sal (a) gosto», as quais são uma mais valia na promoção do salgado, não só enquanto território mas também enquanto património cultural imaterial que ajuda a construir a  identidade de um povo.  
A animação do «Sal (a) gosto» foi garantida, no sábado, pelo Grupo de Cantares "Viva Voz”, da Sociedade Filarmónica do Paião, pelo Rancho Folclórico Etnográfico de Lavos e pela Banda Filarmónica Carvalhense. 
No domingo atuaram os Grupos de Cantares “Cantares do Meu Canto", do Grupo Recreativo Cultural Carvalhense e "Sol e Vento", do Sport Clube de Lavos. 
Os amantes dos passeios a pé e da natureza puderam participar nas Caminhadas "Rota do Cristal" e "Rota da Ilha da Morraceira”, dinamizadas por Carlos Santinho, e na Rota das Salinas, dinamizada pelo MAREFOZ. Ao final da tarde de domingo teve lugar a entrega de prémios do Concurso "SOL a SAL", organizado pelo Laboratório MAREFOZ 
(MARE- UC), com o apoio do Município da Figueira da Foz, da Associação Comercial e Industrial, da Incubadora de Empresas, da Direção Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, e da SATIVA, que se fizeram representar ao mais alto nível. O evento  contou ainda com a presença, nos dois dias, da presidente da Freguesia de Lavos. 
O concurso  "SOL A SAL" teve como objetivos a valorização do produtor e método de produção de sal marinho, a valorização dos produtos diferenciados do salgado da Figueira da foz e incentivar a inovação no salgado da Figueira da Foz. Os prémios a concurso encontravam-se divididos em três categorias:
Produtor, na qual foram premiados em 1º lugar ex-equo José Brito Jacinto, Maria de Lurdes Bertão, Nuno Amaro e Pedro Oliveira; Produto Diferenciado, atribuído pelo público durante os dias do evento e após degustação de todos os produtos a concurso. 
O vencedor desta categoria foi o “Chocolate com Salicórnia”  da Cáritas Diocesana de Coimbra- Centro de Nossa Sra. da Boa Viagem, já o vencedor do  prémio Inovação foi a Salgaflor (Pedro Oliveira), com o projeto de promoção Turística “Salt BreaK. 
O segundo lugar foi atribuído à Casa das Carnes do Ervedal  -  Cevadas, com o projeto “Uma pitada de oceano no chouriço de Quiaios”, que pretende promover a incorporação de algas marinhas na confeção do chouriço de Quiaios. Em terceiro lugar ficou mais um projeto da Salgaflor (Pedro Oliveira), “Plantas salgadas desidratadas”, um projeto que tem como objetivo a desidratação de plantas halófitas para comercialização.  
De salientar que o projeto vencedor na categoria Inovação teve direito a um vale de apoio técnico da Incubadora de Empresas e do Gabinete de Apoio ao Investidor do Município da Figueira a Foz, para implementação do projeto.
As comemorações do XI aniversário do Núcleo Museológico do Sal prosseguem no próximo fim de semana, com a estreia, dia 17 de agosto, pelas 19h00, no Sport Clube de Lavos, do espetáculo de dança-teatro, da Rede Artéria,  "SAAL", da coreógrafa Filipa Francisco, que resulta de um processo de imersão na realidade local, com recolha de testemunhos de quem trabalhou e trabalha o sal e que junta artistas profissionais e amadores. 
Dias 18 e 19 "SAAL" volta a palco e na manhã de domingo, dia 19, se as condições climatéricas o permitirem, realiza-se a Safra à Antiga, na qual participam antigas salineiras, marnotos e todos quantos queiram vivenciar a experiência do árduo trabalho no salgado da Figueira da Foz.

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Sociedade Filarmónica Dez de Agosto comemora 138º aniversario!

Várias iniciativas, que passam por atividades culturais tais como exposições, teatro, visitas de campo e as já tradicionais Serenatas do Mondego, têm vindo a marcar as comemorações do 138º aniversário da Sociedade Filarmónica Dez de Agosto, e que irão culminar obviamente no próximo dia 10 de agosto (sexta feira) à noite, com arruada, teatro em antestreia e Sessão Solene.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Projeto Rede Artéria vai fazer circular em 8 municípios do Centro 8 espetáculos

O projeto Rede Artéria é liderado artisticamente pelo Teatrão e academicamente pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.  
Durante três anos, com financiamento do Centro 2020 - Programa Operacional Regional do Centro,  vai fazer circular em oito Municípios da Região Centro – Belmonte, Coimbra, Figueira da Foz, Fundão, Guarda, Ourém, Tábua e Viseu, oito espetáculos originais. 
A Rede junta artistas convidados a trabalhar nos contextos de cada um dos municípios, instituições académicas, agentes e estruturas sociais / culturais. As cinco estreias previstas para 2018 vão ser apresentadas em espaços patrimoniais recuperados ou em processo de requalificação e em equipamentos culturais.  
A artista convidada pela Rede ARTÉRIA, para o Município a Figueira da Foz, é Filipa Francisco que criou «saal», um  espetáculo de dança-teatro que resulta de um processo de imersão na realidade local, com recolha de testemunhos de quem trabalhou e ainda trabalha o sal, e junta artistas profissionais e amadores que vão conduzir o público numa viagem poética a um mundo desconhecido.
A estreia está agendada para dia 17 de agosto, pelas 19h00,  no Sport Clube de Lavos.  Dias 18 e 19  de agosto o espetáculo volta a “palco”. A lotação é limitada, a entrada é gratuita, contudo sujeita a reserva para mundoemrebolico@gmail.com / 911 725 359. 
O Município coloca ao dispor do público uma viatura de 32 lugares, a partir, em cada dia de espetáculo, às 18h00, da Praça da Europa, para que, quem vive ou se encontra alojado na cidade, e necessite de transporte, se possa deslocar até ao local do espetáculo. 
Depois da estreia, e como acontece com todos os espetáculos criados na ARTÉRIA, «saal» será apresentado, em setembro de 2018, em Belmonte, Ourém e Fundão. 
A 29 de setembro, pelas 21h30, a  Figueira da Foz acolhe em itinerância "Labirinto, a criação da Rede Artéria para a Guarda, com "assinatura" de  Graeme Pulleyn e que aborda a temática das judiarias.

sábado, 4 de agosto de 2018

II Encontros de Cultura e Património da Figueira da Foz dedicados à visita real de 1882

Hoje, dia 03 de agosto, celebram-se 136 anos sobre a inauguração da Linha da Beira Alta e a Visita de Suas Majestades D. Luís I e D. Maria Pia à Figueira da Foz em 1882. 
Atendendo a que o Município da Figueira da Foz, através da sua Divisão de Cultura, se juntou à iniciativa de sinalizar o Ano Europeu do Património Cultural 2018, durante o próximo mês de setembro realizar-se-á um conjunto de atividades que visa criar oportunidades para melhor compreender o Presente através de uma interpretação comum e mais enriquecedora do Passado. 
A programação integrará igualmente a agenda das Jornadas Europeias do Património, que terão lugar nos dias 28, 29 e 30 de setembro, este ano subordinadas ao tema Partilhar Memórias. 
Assim, na quinta-feira, dia 20 de setembro, o Município celebra os 136 anos de elevação da vila da Figueira da Foz a cidade, recebendo a escritora Alice Vieira e a editora Cecília Andrade nas 5as de Leitura; no sábado dia 22, o Espelho de Água – Preguiça, junto ao Forte de Santa Catarina, é palco para o espetáculo “Enredo” da Rede de Castelos e Muralhas do Mondego. 
Dia 27, Dia Mundial do Turismo, será inaugurada, no Museu Municipal Santos Rocha, a exposição “Leques – A arte da sedução”, que estará patente até 30 de abril de 2019. Ainda neste dia realiza- se um passeio cultural pelo percurso da Visita Real de 1882. 
Na sexta-feira, dia 28, terão início os “II Encontros de Cultura e património da Figueira da Foz”, dedicados à Visita Real de 1882, cujas conferências e Jantar evocativo decorrerão na Assembleia Figueirense, terminando no dia 29 com visitas guiadas ao Núcleo Museológico do Sal e Museu Municipal Santos Rocha, aos participantes nas conferências. Igualmente no dia 29, no âmbito do Projeto em Rede Artéria, o Bairro Novo será o palco, pelas 21h30, para o espetáculo “Labirinto”, criação de Graeme Pulleyn. 
Manter viva a Memória é crucial para que o passado e a história não sejam esquecidos, valorizando e divulgando património material e imaterial, fazendo com que a história se eternize na nossa consciência e se transmita de geração em geração. O conhecimento, estudo, proteção, valorização e divulgação do património histórico constitui-se de grande relevância para a manutenção da identidade nacional e para a democratização da cultura.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Núcleo Museológico do Sal comemora aniversário com sabor a sal q.b.

O salgado da Figueira da Foz sabe oferecer uma vida condimentada, em especial a Salina Municipal do Corredor da Cobra onde se encontra implantado o Núcleo Museológico do Sal, que comemora este ano o seu XI aniversário com um programa atividades diversificado, denominado, à semelhança de anos anteriores, '(A)gosto com sabor a sal'. 
São várias as sensações, emoções e experiências que este agosto os figueirenses e todos quantos os visitam vão poder vivenciar nos “jardins de sal” e que serão certamente do agrado.
As comemorações do XI aniversário do Núcleo, que contam com o apoio da Associação Figueira Sal, da Magenta e do Marefoz, têm início na 6ª feira dia 10 de agosto pelas 22h00 com a apresentação pelo Teatro do Vestido de 'Pontes de Sal ou as Mãos Gretadas', uma apresentação informal do trabalho de campo para uma criação futura a apresentar no Núcleo Museológico em 2019. 
Nos dias 11 e 12 realiza-se o “Sal (a)gosto” onde não vai faltar folclore, música e cantares, artesanato ao vivo, gastronomia, artes plásticas, ciência,  entrega de prémios aos produtores no âmbito do Concurso “Sol a Sal” e sal q.b. 
Dia 17 às 19h00, no Sport Club de Lavos, a Mundo em Reboliço – Associação estreia “saal”, um espetáculo multidisciplinar, integrado no programa Rede Artéria. O espetáculo volta a “palco” dias 18 e 19 de agosto, no mesmo local e horário. A entrada é gratuita, limitada a 70 pessoas por sessão e sujeita a inscrição prévia em (mundoemrebolico@gmail.com). 
A encerrar o '(A)gosto com sabor a sal' realiza-se no domingo, dia 19, a partir das 09h30, mais uma “Safra à moda antiga” com a participação do Grupo de Música Popular “Cantares do meu Canto” do Centro Recreativo Cultural Carvalhense e de elementos da 'Mundo em Reboliço Associação'. A iniciativa é gratuita, aberta à participação popular, contudo limitada a 30 pessoas e sujeita a inscrição prévia em (divulgacao.cultura@cm-figfoz.pt). 
Durante o mês de agosto a entrada no Núcleo Museológico do Sal é gratuita.

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Dançarinos figueirenses da Kompassos e depois do Conservatório admitidos agora para voos (danças) mais altas!

Os dançarinos figueirenses Francisca Freire e Francisco Maduro iniciaram a sua paixão e formação em dança na Academia Kompassos Daya Dança, sediada na Assembleia Figueirense e dirigida pela professora Dayamira Garcês. Frequentaram depois o Conservatório de Música David de Sousa onde foram assessorados em ballet clássico pela professora Tamara Ruiz e pelo professor Arnaldo Borroto.
Foram agora selecionados entre vários candidatos nacionais e estrangeiros, após provas de admissão, para o Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez, em Leiria. 
Francisca e Francisco têm partilhado com a Academia Kompassos Daya Dança excelentes resultados e reconhecimento em diversas competições de dança nacionais e internacionais. Na competição internacional de dança 'Aveiro Dance Festival' a Academia Kompassos Daya Dança participou e arrecadou 12 medalhas, tendo o bailarino Francisco Maduro sido reconhecido pelo seu talento e empenho e por isso recebido uma bolsa de estudo para um estágio de dança numa escola do norte do país, a Domus Dança.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Armazéns de Lavos com Mostra de sal e artesanato este fim de semana

Uma mostra de sal e artesanato realiza-se nos dias 28 e 29, este sábado e domingo, no Largo dos Armazéns de Lavos. 
Programa 
Sábado, 28: 10h00 - Abertura da Mostra de Sal e Artesanato; 21h30 - Festival de Folclore, uma organização do Rancho Folclórico e Etnográfico de Lavos; 
Domingo, 29: 10h00 - Abertura da Mostra de Sal e Artesanato; 15h30 - Música e Canto: Canto do Meu Canto / CRCC, Sol e Vento / SCL, Voz do Mar / CPCL, Sociedade Artística Musical Carvalhense.
Nesta Mostra de Sal da Figueira da Foz vão estar presentes as seguintes Salinas = Salina Vermelhita - tel 968 135 619, Casa do Sal - tel 929 060 517, Salina Negrão - tel 969 387 173, Salina Tapada do Sul - tel. 965 659 528, Salina A Terça - Tel 915 347 398. 
O Bar Cabana do Rio, de Armazéns de Lavos, vai ter gin com salicórnia a partir das 19h00. 
Os três Restaurantes de Armazéns de Lavos (Casa Marquinhas, O Grazina e restaurante Armazéns) patrocinam o evento, e servem almoços e jantares com a especialidade de enguias, fritas e de caldeirada. 
Cristais do Sal vai fazer demonstrações dos seus esfoliantes e hidratantes. 
Com organização dos Amigos de Armazéns de Lavos, tem ainda os apoios da Câmara Municipal da Figueira da Foz e do Grupo Folclórico e Etnográfico de Lavos.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

A Sociedade Instrução e Recreio de Lares realiza o VII Estágio Técnico Artístico para Banda com o Compositor Afonso Alves

O Estágio decorrerá de 30 de julho a 4 de agosto de 2018 na Figueira da Foz e consiste na preparação de um repertório de concerto que será apresentado na cidade no sábado dia 4 de agosto no Centro de Artes e Espectáculos, e em Góis a 25 de agosto num concerto solidário com os bombeiros locais e com o apoio da CM de Góis. 
O estágio está aberto a todos os músicos filarmónicos e músicos de escolas de música desde que tenham pelo menos um ano de prática instrumental. O estágio tem como mentor o maestro Paulo Silva da Banda Filarmónica de Lares, e tem como orientador o conhecido compositor e maestro Afonso Alves. 
Esta edição de 2018 terá ainda uma componente de ‘Masterclasse’ lecionada pelo trompetista Jorge Almeida. 
Durante o estágio, os participantes irão ficar alojados na escola Bernardino Machado. 
Pretende-se desenvolver a técnica instrumental, partilhar experiências, promover o reportório para Banda e executar algum do reportório do compositor Afonso Alves. 
Os interessados terão ainda até amanhã, dia 26 de julho, para a devida inscrição, na secretaria da SIRL.

terça-feira, 24 de julho de 2018

Dia dos Avós no Jardim da Figueira da Foz com o Mini Festival “LeveMente”

A Divisão de Cultura do Município da Figueira da Foz, em parceria com a Surya - Terapias Ayurvédicas e Complementares, e a psicóloga clínica Ana Carolina Pascoal, promovem no Dia dos Avós – próxima 5ª feira dia 26 de julho - o Mini Festival “LeveMente”. 
Trata-se de uma iniciativa gratuita que irá decorrer no Jardim Municipal entre as 10h00 e as 19h00, dirigida a crianças entre os 6 e os 12 anos e seniores, que pretende promover hábitos de vida saudável e o convívio entre gerações. 
Do programa fazem parte diversas atividades educativas, recreativas e de bem-estar, como yoga e aero-yoga dinamizado por Maria Ramos; jogos tradicionais, danças e artes circenses por Maria Ramos e Marco Loureiro; pinturas faciais; pintura de Mandalas; Expressão Dramática dinamizada por Joana Macias; Storytelling na Biblioteca de Jardim por Ana Carolina Pascoal e Guida Guardado; oficina de massagem à cabeça dinamizada por João Valente e Ana Margarida Silva, e oficina de snacks saudáveis.

sábado, 14 de julho de 2018

‘Tesouros do Mar’ na Biblioteca dá a conhecer as algas como alimento natural

A Biblioteca Municipal acolhe na 6ª feira dia 20 de julho, pelas 10h30, a palestra / workshop ‘Tesouros no Mar’ dinamizada pelo professor Leonel Pereira*. 
A iniciativa é gratuita, dirigida ao público em geral,  e tem como objetivo dar a conhecer as algas - alimento natural, com elevado valor nutritivo, mas reduzido valor calórico - e as suas potencialidades de utilização,  quer na indústria alimentar quer na  farmacêutica. 
.......................................................
*Leonel Pereira é licenciado em Biologia (ramo científico) e doutorado em Biologia (especialidade Biologia Celular) pela Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra, onde é atualmente Professor.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

A Associação Juvenil da Figueira da Foz visitou Tavarede = segue-se Maiorca!

A “Associação Juvenil da Figueira da Foz”, sem fins lucrativos e sem ligações político partidárias, tem como objetivo promover e dinamizar a Figueira da Foz. 
Assim, tem vindo a realizar diversas atividades no âmbito da cultura, do desporto, do associativismo e da juventude, entre outras. E propuseram-se percorrer o concelho da Figueira da Foz durante o ano de 2018 para conhecer toda a sua riqueza cultural, cívica e associativa. 
O mês de Março foi dedicado à freguesia de Tavarede onde visitaram diversas entidades: Grupo Musical Carritense, Grupo Desportivo e Recreativo da Chã, Grupo de Escuteiros Zona 1215 do CNE, Ginásio Clube Figueirense e a Junta de Freguesia de Tavarede. 
Nestas foram abordados vários temas como a juventude, o dia-a-dia, o número de jovens envolvidos nas atividades destas entidades, os planos de atividades a desenvolver e uma reflexão sobre o associativismo.
Ficando assim a AJFF a conhecer as preocupações e as ideias dos dirigentes destas entidades que, em comunicado, remata: 
“-Estas visitas são uma oportunidade para conhecermos as realidades do nosso concelho, aproximar as coletividades e promover o associativismo junto dos jovens e sociedade civil. A próxima visita será a Maiorca."